Reggaemen, cantor, compositor e instrumentista feirense, que tem o objetivo constante de difundir a cultura afro-brasileira e o reggae, através de sua música, dentro de um contexto de raiz que só conhecendo seu pensamento e seu trabalho para avaliar, como observamos na afirmação com muita propriedade publicada em seu blog(endereço eletrônico abaixo): "Suas marcas nunca passam despercebidas, por ser inevitável remover as Raizes Negras de dentro de nós. Sempre que tentarmos fazer isso, estaremos nos deparando com um forte latejamento por meio da influência do Reggae, Jazz, Blues, Soul e o carisma Nordestino." "Suas músicas e letras retratam a nossa alma afro-descendente e nossa luta pela vida e liberdade de ser." Gilsam é um legítimo representante do reggae de raiz feito no Brasil a partir da realidade brasileira, refletindo principalmente a visão nordestina, onde reside o melhor do estilo, feito no Brasil.
 
Gilsam em sua jornada já gravou dois discos de muita repercussão, o primeiro "Reggae para todos", acompanhado pela Banda Airiye, com a qual percorreu todos os lugares possíveis no Brasil, e também em Israel, Espanha e Portugal, e o atual, "Tenda", que reafirma a qualidade da música feita por esse reggaemen, que trás sempre uma mensagem viva e forte pela igualdade racial e afirmação social do afro-descendente. A maioria das músicas do Cd "Tenda" são assinadas pelo próprio artista ou em parceria com Fabrício Marcante, Luiz Rogério e Toinho. Gilsam atualmente desenvolve paralelamente a sua carreira solo, que já está sedimentada, um trabalho com dois outros notórios reggaemens de Feira de Santana, Dionorina e Jorge de Angélica, iniciativa que denominaram de "Trilogia do Reggae", o que é um presente para os aficionados do estilo musical. Fato é que já têm aprovação do público feirense e também já está representando Feira de Santana, em outras praças, inclusive no maior carnaval do Mundo, que é o de Salvador.
 
Os três brilhantes reggaemens se conheceram no início da década de 1980, participando dos desfiles da Micareta de Feira com o afoxé "Pomba de Malê", que ainda hoje existe no bairro da Rua Nova, uma das referências das manifestações da cultura de raizes africanas em Feira de Santana. O início do projeto que resultou na Trilogia se deu no ano passado, quando se reuniram para afirmar a luta pelo espaço do reggae autêntico e de qualidade na Bahia. Gilsam no palco, impõe através de sua música, além da filosofia de igualdade racial, afirmação social do afro-descendente e a paz, a nobreza de um guerreiro africano, proporcionando uma imagem quase mítica, que valoriza o espetáculo e nos dá motivo para vê-lo como um grande representante da nobreza do reggae "brasileiro". Segundo Gilsam : “A nossa missão é levar a música de qualidade para todos como símbolo de igualdade e fraternidade e tudo isso pode ser ouvido em nosso trabalho”. Um propósito tão nobre nos conduz a torcemos para que o artista atinja com seu ideal de paz fraternidade e justiça, o maior público possível, pois a música que tem a excelência de auxiliar nas grandes mudanças sociais, em uma época conturbada como a que nos vivemos hoje em dia, é imperativo que mensagens como a do reggae de Gilsam, atinja seus objetivos e, nos auxilie a viver em um mundo melhor.
 
(Viva Feira - janeiro/2010)
 










(75)3224-7237


gilsanreggaeparatodos@hotmail.com



Todos os direitos reservados - www.vivafeira.com.br