menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Dr. Ed Forró
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-João Bosco do Nordeste
-Luís Pimentel
-Maiara Santos
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
BANDA FEIRENSE UCALUNDU LANÇA SINGLE COM LIRINHA

“Cegueira” é o single de estreia do grupo e sai pelo selo Banana Atômica

Publicado em: 30/11/2021 - 10:12:26

    “Cegueira” é a música que deu origem à banda de Feira de Santana (BA) Ucalundu e é também a sua música de estreia. Com participação especial do pernambucano Lirinha, o single sai pelo selo feirense Banana Atômica e trata da dualidade de ver o outro, mas não enxergar. Quem explica melhor é o vocalista e criador do projeto, o poeta Zecalu:
    “A letra fala sobre o fim de uma história, de um amor, a partir da ideia do ‘não enxergar’. Fala de uma suposta ‘cegueira’ de alguém em não perceber o outro e, por isso, a menção às doenças dos olhos, como uma metáfora dos olhos da alma. Música e a letra foram criadas enquanto eu bebia Ayahuasca, vivendo  um momento pessoal conturbado e tentando a salvação de um relacionamento. Embora ela carregue um misto de mágoa e libertação em relação à outra parte da história, na verdade, com o tempo e outras experiências, eu percebi que ela fala da minha própria ‘cegueira’, como se um lado meu falasse pra outro, num espelho, daquilo que eu mesmo não enxergo em mim. No fim, ela fala daquilo que cada um quiser (ou não) enxergar”, comenta.
    A música vai ao encontro também com o significado do nome da banda, que vem do termo “calundu”, termo esse que virou uma gíria baiana pra os estados de birra, introspecção, dor, mau humor. Porém, originalmente, representa um ritual antigo de cura, de matriz africana, que se utilizava de diversos elementos, dentre eles, a dança e a música, justamente para tratar as pessoas que à época encontravam-se nesses estados, mas que não tinham um diagnóstico médico. Daí, inclusive, o surgimento da gíria, pois quem participava do ritual era reconhecido nas ruas como sendo “de calundu”.
    O convite para Lirinha aconteceu de maneira bem natural, a partir do surgimento de uma “amizade à distância’ e a ajuda de alguns amigos artistas e produtores culturais.
    “Com o passar do tempo, acabei me aproximando de Lirinha por várias conexões,  seja  por ir a vários shows do Cordel do Fogo Encantado e também da sua carreira solo e sempre conversarmos depois das apresentações, seja por amigos  em comum e também pelo fato dele saber que eu fui criado na cidade de Uauá, Sertão de Canudos, sempre me tratando com um carinho especial, inclusive, só me chamando  de ‘Uauá’. E duas curiosidades dessa história: a primeira,  é que eu havia composto uma outra música, chamada ‘resto’ , que também vai entrar no nosso álbum, e tinha pensado em mandar pra ele ouvir e ver se curtia e se  interessava em gravar. Na época, o Cordel havia acabado e ele estava fazendo um trabalho solo que eu achei que tinha a ver com aquela ideia. Porém, no dia que compus ‘cegueira’, tive um insight, uma forte intuição e decidi que aquela música seria o  marco inicial da realização desse sonho de ter um projeto musical  e que deveria chamar Lira pra participar como convidado. Outra coisa engraçada é que depois de ouvir a música e aceitar participar, combinamos várias possibilidades dele gravar, chegando a ver estúdios em São Paulo e Recife, mas acabou não rolando. Por coincidência, ele acabou gravando a participação em Uauá”, se diverte Zecalu.
    O álbum em questão é primeiro do projeto, previsto para sair em 2022. Ucalundu começou a nascer em 2015 e depois de algumas tentativas de formações, hoje é composto por Luyd Andrade (guitarra), Tito Pereira (piano, sintetizadores e voz), Flaviano Gallo (bateria e voz), Ivan Santos (baixo) e o próprio Zecalu (voz e composições).

ESCUTE CEGUEIRA EM TODAS AS PLATAFORMAS DIGITAIS

REDS SOCIAIS:
Instagram:https://www.instagram.com/ucalundu/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCHCAkQNf3dT7cWX1wjuEXRA

AUTORIA: Release da Favorite Assessoria - Alessandra Braz



O CENTRO TEM CULTURA COM ASA FILHO NO MAP - DIA 27 ÀS 11:00

Projeto patrocinado pela Prefeitura Municipal, - MAP - SESC e Fe-Comércio Senac, que ficou sem atividades durante a pandemia e agora está voltando a sua normalidade no Palco do Mercado Popular de Arte

Publicado em: 26/11/2021 - 07:11:28

     Um dos projeto realmente interessantes que motivam as pessoas que trabalham no comércio do Centro da cidade de Feira de Santana, e que já acontece há algum tempo, mobilizando uma grande quantidade de pessoas, é sem dúvidas o Projeto "O Centro tem Cultura, que ocorreu quase sempre nas dependências do Marcado de Arte Popular, no coração de nossa cidade, e que tem a excelência de proporcionar momentos de diversão e satisfação aos trabalhadores de Feira de Santana, destacando aqui, aqueles que por obrigação de ofício não tem oportunidade de viajar nos finais de semana!
     Outra característica elogiável do projeto é que invariavelmente prestigia artistas feirenses, ou aqui radicados, assim como, também alguns artista de nossa região metropolitana que trazem o seus talentos para o nosso deleite, nestes sábados, que antes não ofereciam opções para os trabalhadores da cidade que aqui permaneciam!
     A pandemia suspendeu o projeto, pois , sem dúvidas, é uma atividade aglomeradora e de grande momento de confraternização, o que auxilia a integração daqueles que extraem suas sobrevivências no centro de Feira e tem a oportunidade de se encontrarem no sábado após o expediente para confraternizarem.
   Felizmente a pandemia arrefeceu, e graças ao esforço das instituições mantenedoras do evento o projeto "O Centro tem Cultura” está voltando com força total, e esta semana já teremos este artista, realmente inimitável, grande defensor de nossa raízes culturais, ASA FILHO", devidamente acompanhado do "Grupo Chapéu de Couro"

- IMPERDÍVEL!!!

SERVIÇO:
O que: Projeto “O Centro tem Cultura”
Atração: Asa Filho e o Grupo Chapéu de Couro
Quando: Dia 27/11/2021 às 11:00 h.
Local: Palco do Mercado de Arte Popular

AUTORIA: Viva Feira e Banner daAscom do Sesc Feira



KAREEN MENDES EM PLENA PRODUÇÃO DO SEU NOVO EP


Publicado em: 10/11/2021 - 19:11:26

    Após lançar os singles Carne Nobre e Longa Estrada, a cantora e compositora Kareen Mendes entra em estúdio para gravar seu novo EP com músicas autorais e de outros compositores. Nesse novo trabalho, Kareen explora as sonoridades da Bahia e do Nordeste em suas músicas.
    Das seis músicas que estão sendo produzidas, duas contam com convidados especiais, o grupo Roça Sound e a cantora Tulipa Negra, que trazem para esse EP a linguagem da cultura hip hop e do rap. “Experimentar está na alma de todo artista e não seria diferente comigo. Receber Tulipa e o Roça me traz imensa alegria, pois sei que desse encontro muita coisa boa será gerada”, explica Kareen Mendes.
    “Esse EP está sendo preparado com muita dedicação por mim e por toda a equipe. É um projeto incentivado pelo Pró Cultura, da Prefeitura de Feira, e conta com o apoio do empresariado de Feira de Santana, como o hotel Acalanto e o grupo Meddi. Iniciativas como essa são importantes para o fomento da cultura”, complementa Kareen.
    Com produção musical assinada por Alex Mesquita e Adriano Barbosa. Segundo EP da carreira solo de Kareen Mendes, essa produção passou por escolhas estratégicas das consultoras Jaqueline Sangalo e Andrea Dorea. “Convidar Alex Mesquita e Adriano Barbosa para a produção musical foi primordial para garantir a qualidade e originalidade da gravação”, explica Sangalo.
    “Alex Mesquita, além de músico e produtor musical renomado, estudou no Musicians Institute California (Los Angeles - EUA) e é Doutor em música pela UFBA. Já Adriano Barbosa é formado pela MUSITECHNIC, uma das principais escolas de áudio do Canadá, além de ter trabalhado no Studio Interlok Audio, com François Lacasse, em Montréal, e em empresas do entretenimento canadense como Productions ProSpec e a Phantom Shadow Group”, completa Sangalo.

Expediente
Artista: Kareen Mendes
Imprensa: Andrea Dorea doreasangalo@gmail.com / 71 981970091
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCnsgp__UbO-BPAzGcbgu0LQ

AUTORIA: Release de divulgação do trabalho - Andrea Dórea



SAMBA PRA NORATINHO (DA PAMONHA)

CD SAMBA NA REDE VALORIZA O SAMBA RURAL DE FEIRA DE SANTANA!

Publicado em: 01/11/2021 - 23:11:50

    O CD Samba na Rede, uma coletânea com músicas inéditas do samba rural de Feira de Santana, será lançado nesta segunda-feira (18), em todas as plataformas digitais. O projeto busca salvaguardar este patrimônio imaterial de nossa região e estimular a perpetuação desta cultura para as novas gerações.
    O CD traz a participação de cantores e sambadores de localidades como Matinha e São José, distritos de Feira, que participaram do documentário “Samba na Rede”, lançado no Youtube pelo Programa Viva Vooz Web, dirigido pelo produtor e publicitário Carlos Augusto e a cantora, radialista e produtora cultural Márcia Porto.
    A iniciativa promove o resgate e registro de composições de sambadores que nunca tiveram a oportunidade de gravar profissionalmente suas músicas, além de estimular a produção de novos trabalhos. O álbum reúne obras de Daniel Penha, Bel da Bonita, Tonha e Lia Zequinha, Dona Ana e Dona Lúcia, Miguel e Adelmário, Cassiano e Batoque, Márcia Porto, Carlos Augusto e Anselmo Roberto.
    A coletânea foi viabilizada através de recursos da Lei Aldir Blanc com o apoio da Prefeitura de Feira de Santana através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer via Lei Aldir Blanc, direcionado pela Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. Confira coletânea e documentário no canal do Programa Viva Vooz Web no Youtube (https://www.youtube.com/c/PROGRAMAVIVAVOOZWEB).

AUTORIA: Release de divulgação do projeto



NUMA CONEXÃO LATINO-AMERICANA, ROÇA SOUND LANÇA “TEM QUE TER CORAGEM”


Publicado em: 28/10/2021 - 01:10:56

    Depois do lançamento com o filho em "Tá vendo bixo", Nick Amaro volta com a banda Roça Sound e o clipe "Tem que ter coragem" em parceria com a banda chilena La Pichanga. As imagens foram todas captadas em uma viagem para o Chile em 2019, aqui vai o link para assistir: https://www.youtube.com/watch?v=i7ezynlSAws.
Para a música em formato Mp3: https://drive.google.com/file/d/1jarRCrCgynHbhgBPQf0ByZri4Mswf3ea/view?usp=sharing.
    “Temque ter coragem” é uma daquelas canções que uma banda acaba cantando nos shows, ela fica famosa entre os fãs, mas demora para ter uma versão gravada. Pelo menos, foi o que aconteceu com o grupo de Feira de Santana (BA), Roça Sound. Mas a verdade é que o mundo estava conspirando para que a música ganhasse a sua melhor versão, algo que aconteceu quando a banda teve a oportunidade de viajar para o Chile e conhecer a La Pichanga. A música que era um grito de esperança ganhou camadas latinas com os metais do grupo chileno e sai em parceria com o selo Banana Atômica.
    O encontro dos dois grupos aconteceu na sexta edição do festival Suíça Bahiana, em Vitória da Conquista (BA). Em 2019, por meio de um edital da prefeitura de Feira, o grupo teve a oportunidade de viagem internacional, o que gerou um documentário (Roça Sound Mete Dança no Chile), um show e agora um single que vem acompanhado de um clipe, gravado pelo Recreio Films. As imagens foram todas captadas na viagem e mostram um pouco de como a estadia da banda por lá.
    “Tudo começou no festival. Ficamos na mesma pousada durante o dia e a magia foi acontecendo. A viajem ao Chile veio de um edital do governo que nos possibilitou essa experiência que foi muito importante pra nossa caminhada na música e como pessoas também. Conhecer culturas, pessoas, idiomas, comidas, danças, foram muitas coisas boas! Tirando o frio e a quantidade de aviões foi maravilhoso!”, conta Nick Amaro, um dos vocalistas do Roça.
“Tem que ter coragem” é sobre seguir em frente e já está disponível em todas as plataformas de streaming.
    O Roça Sound é formado pelo MC Nick Amaro, responsável pela criação do grupo em 2007 junto com o MC Paullo Bala. Hoje completam o time o DJ Bomani e o dançarino Ed Murphy. O grupo acumula os lançamentos do EP Você Guenta Quantos Rounds? (2015), o disco Tabaréu Moderno (2018) e mais recentemente o EP Roça Sound Com Elas (2021), que tem as participações das artistas de Jéssica Caitano (PE), Keila Gentil (AM), Mis Ivy (SP) e Paula Sanffer (BA).
Redes Sociais
Facebook: https://www.facebook.com/RoCaSoUnD/
Instagram: https://www.instagram.com/rocasoundfsa/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC_OILxj9_CWGM862bUnlXKQ

Mais sobre Banana Atômica
    Nascido em janeiro de 2019, o Banana Atômica é um selo e por vezes produtora sediada em Feira de Santana (BA) e encabeçada por Joilson Santos. Joilson já tem mais de dez anos de carreira e é um importante produtor na cidade, sendo o criador do festival Feira Noise, além de shows e eventos que movimentam a cena no local.

AUTORIA: Release de divulgação do evento - Favorite Assessoria - Alessandra Braz



SAMBADORES DO NORDESTE - ATIVIDADE CULTURAL NO DISTRITO DE MATINHA

O projeto faz parte da Mostra da Diversidade Cultural: Imagens da Cultura Popular – 2021

Publicado em: 15/10/2021 - 11:10:32

    O projeto “Do mais velho ao mais novo: é assim que se faz samba” vai realizar uma apresentação com o grupo Sambadores do Nordeste, com a presença de Bumba Meu Boi e com Seu Arlindo, importante personalidade da comunidade de Candeal II, no distrito de Matinha. O evento vai ocorrer no referido distrito, no Corredor de Lene, no próximo dia 17, a partir das 14h.
    Como o próprio nome do projeto sugere e de acordo com os organizadores, o evento busca valorizar o samba rural em Feira de Santana, destacando a preservação da memória do samba rural e incentivando as gerações futuras a preservarem o samba. “No dia do evento vamos fazer uma jornada de samba com o sambador mais velho, Seu Arlindo, meu avô. Vai ser um encontro muito bonito de gerações e de alegria”, comemora e convida, Naldo Barcelar, proponente e integrante do grupo Sambadores do Nordeste.
    Este é um dos 20 projetos contemplados na Mostra da Diversidade Cultural - 2021, um edital que tem a realização da ONG Favela é Isso Aí, Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo e Governo Federal e Belgo Bekaert Arames, viabilizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e faz parte do programa Belgo Bekaert Forma e Transforma, que busca promover ações de pesquisa, registro e difusão do patrimônio imaterial em Feira de Santana desde 2016.

Mais sobre a Mostra
    Realizada pelo Favela é Isso Aí, a Mostra integra o programa Belgo Bekaert Forma e Transforma em Feira de Santana desde 2016. A Mostra teve sua primeira edição em 2018 e foi pioneira ao lançar seu edital de emergência cultural no início de 2020, quando foram contemplados 46 projetos feirenses. Essas produções virtuais podem ser vistas através do youtube da realizadora (www.youtube.com/FavelaEIssoAi) ou através do site www.favelaeissoai.com.br.
    Em Feira, a primeira edição foi totalmente presencial, mas as edições seguintes precisaram ser adaptadas ao modelo híbrido, parte presencial e parte virtual. Durante a pandemia já foram 73 vídeos produzidos pelos participantes da Mostra, com mais de 20 mil visualizações, além de oito publicações, disponíveis para download na página do projeto https://www.favelaeissoai.com.br/mostra-diversidade-cultural/.
    Deste as primeiras edições, antes da pandemia, cerca de 70 grupos culturais e iniciativas de Feira de Santana já foram contemplados nos editais da Mostra, com repasse de mais de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), atendimento às demandas dos artistas e grupos culturais deste município.

Sobre o programa Belgo Bekaert Forma e Transforma
    A iniciativa promove formação artística, empreendedora e estímulo ao desenvolvimento local por meio da arte e da cultura. Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento local e comunitário por meio da arte e da cultura, o programa promove ações de formação de artistas, gestores, empreendedores culturais, públicos e plateias. Valorizando e respeitando os saberes e os fazeres locais, o programa também atua com foco na democracia cultural, promovendo a descentralização de recursos financeiros, que são repassados por meio de micro editais com premiação em dinheiro. O programa busca dar oportunidade aos empreendedores e artistas de dinamizarem o aprendizado por meio da prática. O programa é viabilizado por meio das Leis de Incentivo à Cultura.

Sobre a Belgo Bekaert Arames
    Com o objetivo de ser a principal empresa mundial em soluções de arame, a Belgo Bekaert Arames foi fundada em 1º de março de 1997, resultado de uma joint venture entre o maior grupo siderúrgico do mundo, a ArcelorMittal S.A., e o maior produtor mundial de arames, a N.V. Bekaert. Referência global na fabricação de aço, a ArcelorMittal está presente em 61 países, atendendo ao mercado siderúrgico com produtos de alta qualidade. Líder no mercado de arames, a N.V. Bekaert Arames possui mais de 130 anos de atuação, com presença em mais de 120 países, sempre aliando sua tradição ao avanço tecnológico constante. A Belgo Bekaert Arames é líder no mercado brasileiro de arames. Atualmente a empresa possui unidades em Contagem e Sabará, em Minas Gerais; Osasco e Sumaré, em São Paulo e Feira de Santana, na Bahia.

Sobre a Fundação ArcelorMittal
    Criada em 1988, a Fundação ArcelorMittal desenvolve projetos sociais nos municípios onde as empresas do Grupo ArcelorMittal estão presentes, beneficiando cerca de 400 mil pessoas por ano. Alinhada com o propósito da empresa de criar um mundo melhor, a instituição investe na formação de crianças e adolescentes protagonistas do próprio futuro. Atenta às necessidades locais, a Fundação promove projetos nas áreas de educação, cultura, promoção social, esporte e saúde. Os investimentos são feitos por meio de recursos da ArcelorMittal ou incentivo fiscal.

Para obter mais informações sobre a Mostra, visite as redes sociais:
Instagram: @MostraCulturaFSA
Facebook: https://www.facebook.com/mostraculturafsa/
YouTube: www.youtube.com/favelaeissoai/videos
Site: https://www.favelaeissoai.com.br/mostra-diversidade-cultural/
Página com os resultados da pesquisa e livros de Feira de Santana: https://www.favelaeissoai.com.br/mostra-diversidade-cultural/territorios/feira-de-santana/

AUTORIA: Release dr



ROBERTO KUELHO LANÇA CLIPE "SHOW DE AMOR" COM THIAGO AQUINO


Publicado em: 08/10/2021 - 15:10:52

    O cantor Roberto Kuelho, em parceria com Thiago Aquino, acaba de lançar clipe de “Show de Amor”, sua nova música de trabalho. O clipe foi gravado no The Pub, em Feira de Santana (BA), num cenário com leve estética retrô.
    O enredo traz o clima agradável de um encontro de amigos e muita diversão. Com letra romântica e ritmo envolvente, "Show de amor” é um convite para dançar. O clipe, que mistura reggaeton com piseiro, foi lançado nesta sexta-feira (8), no canal do artista no YouTube.

Assista agora: https://www.youtube.com/watch?v=8Wo4MmtiRZg

AUTORIA: Release de divulgação do evento



O POETA SETÚVAL E JANDERSON DO ACORDEON HOMENAGEIAM OS SANFONEIROS DO BRASIL


Publicado em: 26/05/2021 - 20:05:17

.    O Dia Nacional do Sanfoneiro é mais um evento a ser celebrado anualmente no nosso país, no dia 26 de maio, tendo em vista a Lei nº 14.140 sancionada pelo Presidente da República e publicada pelo Diário Oficial da União no dia 20 de abril de 2021. A data celebra o nascimento de um dos maiores ícones da sanfona no Brasil, o paraibano da cidade de Itabaiana, Severino Dias de Oliveira, o popular Sivuca que completaria esse ano 91 anos de vida, tendo contribuído fortemente para a divulgação da cultura nordestina no Brasil e no mundo.
    Fazendo jus a essa celebração, o poeta baiano Setúval juntamente com o sanfoneiro e compositor feirense Janderson do Acordeon prestam uma homenagem ao grande maestro da sanfona e a todos os sanfoneiros do Brasil através da produção e de suas participações do/no vídeo-poema musical intitulado Bendito Sanfoneiro referente ao poema autoral de Setúval e tendo o acompanhamento da melódica composição musical Xoteando de Mansinho, do maestro feirense.
    A produção realizada faz parte do projeto Série Literária Voz em Versos que consiste da exibição de filmes com produções autorais do poeta trazendo a sua arte literária para os seguidores e apreciadores da poesia, e, ainda agregando a música como parte integrante da produção audiovisual visando o fortalecimento da arte e da cultura brasileira.  A ideia partiu de um diálogo entre os dois artistas que prontamente se uniram através das suas obras artísticas, buscando celebrarem a data merecida com os profissionais da sanfona e provocarem a sensibilização das pessoas em valorizarem os artistas sanfoneiros que produzem os diversos ritmos nas composições de letras que engrandecem o cenário musical nordestino e nacional brasileiro.
    Na composição poética, Setúval traz inicialmente uma alusão a Luiz Gonzaga, outro grande sanfoneiro que representa o forró e a sanfona nordestina tendo nessa perspectiva estabelecer uma extensão de versos simples e melódicos que generaliza a persona do sanfoneiro brasileiro em sua totalidade de aspectos marcantes. Conforme Setúval: “A celebração aos sanfoneiros foi uma forma de usar da minha arte poética como um artefato cultural que toque nas pessoas no sentido de sensibilizarem-se quanto ao valor pessoal e profissional desses artistas que muito contribuem com o cenário das festas populares no Nordeste e em outras regiões do Brasil, bem como na música nacional brasileira”.
Janderson do Acordeon declarou que “Ajudar a produzir um clipe em homenagem ao Dia Nacional dos Sanfoneiros para mim tem uma alegria dupla, pois a poesia de Setúval bateu forte a cada palavra dita e também por ter uma música minha, Xoteando de Mansinho, num dia tão especial. Viva os sanfoneiros!” Ainda sobre a música o sanfoneiro diz que “Eu pensei numa música que remetesse ao paisagismo da natureza do sertão, necessariamente um ritmo tranquilo e suave como as coisas contemplativas do sertão.”                O vídeo-poema musical contou com o apoio financeiro da empresa Taboada – Produtos Médicos Eireli e teve a produção, filmagem, fotografia e direção geral do publicitário Vinícius Rios, da Produtora Ticuna Filmes, que declarou: “Acho muito pertinente a produção desse vídeo-poema sobre os sanfoneiros. Acho muito importante a valorização da nossa cultura nordestina e autenticamente brasileira.”
    O conteúdo da produção audiovisual está à disposição do público e quem se interessar em assistí-lo é só se inscrever e acessar o link do canal: https://www.youtube.com/watch?v=w29B8FnScvA&ab_channel=Programa%C3%94decasa

AUTORIA: Release do "Ô de Casa"



O NEOJIBA IRÁ DEMOCRATIZAR ENSINO DE MÚSICA COM CURSOS ABERTOS E GRATUITOS


Publicado em: 06/04/2021 - 00:04:09

    O NEOJIBA, programa da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) do Governo da Bahia, irá democratizar o ensino de música no Brasil com uma iniciativa inovadora no país. O NEOJIBA Sem Fronteiras irá oferecer cursos online gratuitos para diversos instrumentos, sem limite de vagas. O lançamento do projeto será na próxima quinta-feira, dia 8 de abril, às 17h, com uma live transmitida na página do Facebook do programa (https://www.facebook.com/programaneojiba).
    Qualquer pessoa poderá se inscrever para os cursos, sem seleção prévia. Inicialmente, serão lançados os dois primeiros módulos, de um total de cinco, que levarão o estudante do nível inicial até o repertório solista. O NEOJIBA Sem Fronteiras terá cursos de linguagem musical, canto coral, contrabaixo, violoncelo, violino, viola, clarineta, fagote, flauta, oboé, tuba, trombone, trompa, trompete, violão e percussão. As videoaulas são gravadas pelos coordenadores pedagógicos e instrutores do NEOJIBA especialmente para a plataforma.
    Seguindo o lema norteador do NEOJIBA, o "Aprende Quem Ensina", os próprios estudantes irão avaliar os colegas, a partir de apresentações em vídeo enviadas para a plataforma. A progressão da aprendizagem também será medida por avaliações com perguntas objetivas. Ao final do curso, os estudantes receberão um certificado.
    O NEOJIBA Sem Fronteiras é um MOOC (sigla em inglês para massive open online course ou curso online aberto e massivo, em tradução livre para o português). Uma das inspirações para a iniciativa foi o programa de cursos oferecido pela Universidade de Berklee, nos Estados Unidos. A proposta pedagógica e a metodologia foram desenvolvidas pela equipe do NEOJIBA, como conta André Felipe, coordenador do projeto. "É algo bem inovador em termos de ensino online. No Brasil, não conheço nada parecido. Nós vamos democratizar o acesso ao ensino musical, mostrando o caminho das pedras com toda clareza, para todo mundo. É uma plataforma boa para quem quer aprender um instrumento e também para professores que queiram estruturar o seu ensino".
    José Henrique de Campos, Diretor Educacional do NEOJIBA, também ressalta o caráter democrático da iniciativa. "O NEOJIBA inova mais uma vez ao lançar o NEOJIBA Sem Fronteiras, democratizando o acesso aos cursos que oferecemos, através de uma plataforma de ensino remoto. A grande vantagem dessa plataforma é que ela é aberta a todos os estudantes de música, do Brasil e do exterior. Assim, qualquer interessado pode estudar com a  gente. Basta se cadastrar e cumprir com as tarefas e lições. Esperamos que o NEOJIBA Sem Fronteiras traga uma nova motivação a todos, abrindo novas possibilidades de interação online".
    Para o secretário da SJDHDS, Carlos Martins, o projeto é uma iniciativa com um imenso potencial. "O NEOJIBA Sem Fronteiras vai promover o acesso ao ensino musical de maneira fácil e qualificada. A expertise do NEOJIBA, um programa social que transformou e transforma a vida de milhares de jovens baianos, agora, também, vai transformar a vida de milhares de crianças e jovens brasileiros", pontuou.
    O NEOJIBA Sem Fronteiras carrega os 13 anos de experiência do NEOJIBA com o ensino e a prática musical coletivos e o aprendizado acumulado durante o primeiro ano do NEOJIBA ONLINE, criado logo após a suspensão temporária das atividades presenciais,em razão da pandemia. Neste período, os 1970 integrantes do programa participaram de mais de 21 mil horas de aulas virtuais e de  81 masterclasses com artistas consagrados do Brasil e do exterior.

Sobre o NEOJIBA

    Criado em 2007, o NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) promove o desenvolvimento e integração social prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletivos. O programa é mantido pelo Governo do Estado da Bahia, vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, e gerido pelo Instituto de Desenvolvimento Social Pela Música. Em 13 anos, o NEOJIBA atendeu, direta e indiretamente, mais de 10 mil crianças, adolescentes e jovens entre 6 e 29 anos.

AUTORIA: Release da Ascom do NeoJiba - Yananda Lima



Mais Notícias

    O projeto “Do mais velho ao mais novo: é assim que se faz samba&r...

    O cantor Roberto Kuelho, em parceria com Thiago Aquino, acaba de lançar...

.    O Dia Nacional do Sanfoneiro é mais um evento a ser celebrado anualmen...

    O NEOJIBA, programa da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenv...

    É bem verdade que o cenário musical de Feira de Santana tem reve...

    Umas das canções do novo álbum do grupo Africania ganha u...

    Na próxima segunda-feira (13), a banda de rock baiano MrJack lanç...

Dia 09 de julho, 12h30, pare um pouco o que estiver fazendo porque o NEOJIBA estará te esp...

    O cantor, compositor e multi-instrumentista feirense Bruno Bezerra lanç...

    Diante da quarentena por conta da pandemia de Covid-19, diversos artistas do i...


Página de 30
| | | | |

 

Apoio Cultural:



Viva Feira

Higienizar

Josy Santana Artes e Unhas
New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados