Fechar Página

Sandro Penelú
É Cantor, compositor e violonista profissional, com especialização em violão popular e dissonante. Foi vencedor do Festival de Música da antiga Rádio Cultura, em 1988, recebendo ainda troféu melhor arranjo e melhor interpretação. Em 1989, participou do projeto “OFICINA DE MÚSICA”, coletânea gravada com diversos artistas emergentes da época, na qual, além de intérprete de sua própria música, foi também convidado especial para vocal em todas as faixas e responsável pelos arranjos de violão, participando também como diretor musical daquele projeto. Foi vice-campeão do I MUSIFEST, realizado no palco do Feira Tênis Clube (1991).
 
Conquistou por dois anos consecutivos o troféu Melhor Voz e Violão do Ano (1992 e 1993), promovido pela Nativa Chic Produções. Foi co-produtor e arranjador do disco de Janno, no qual uma música sua foi gravada, “Encanto”, a qual seguiu durante dez anos sendo tocada no rádio! Foi também finalista do I FECON, festival de música realizado em 1997, no palco do CCAAm, participando do disco deste festival em duas de suas faixas, um feito praticamente inédito em se tratando de festivais. Participou também como arranjador do disco de Almery Bastos, no qual tem uma participação especial em uma das faixas e acaba de lançar o seu próprio CD.
 
Sandro Penelú atua em casas de show, em Feira de Santana, há exatos vinte e um anos, sempre desfilando um repertório à base da MPB e Pop Nacional, além de exercer outras atividades vinculadas a arte e a noite feirense, sendo também colunista do Jornal “Feira Noite e Dia”, onde mantém uma coluna sobre atividades artística e uma agenda, na qual divulga seu trabalho e dos demais colegas artistas que a ele solicita.
 
Podemos afirmar que Sandro Penelú, é parte da Cultura e da noite feirense, por seu excelente trabalho, e também por seu espírito de solidariedade aos demais artistas da comunidade.
 
(VIVA FEIRA 2010)
 
SANDRO PENELÚ TEM A EXELÊNCIA DE SER UM CRIADOR INQUIETO, QUE ESTÁ SEMPRE SE RENOVANDO, POR ISSO MESMO, ELE ELABOROU VÁRIOS BLOGS PARA EXPRESSAR SUA ARTE LIVREMENTE. CONHEÇA OS TRABALHOS DE SANDRO, ALÉM DO CANETA AFIADA:









Vamos comer, meu povo


Publicado em: 28/05/2020 - 14:05:43


Já pensou passar as noites na frente da TV, entupindo-se de guloseimas, não fazer nenhum exercício físico, e, ainda assim, manter-se esbelto? Pois esse sonho não está tão longe quanto parece. Cientistas da faculdade Baylor de Medicina, em Houston, EUA, modificaram geneticamente o metabolismo de uma enzima-chave em um rato, fazendo com que ele comesse 40% a mais e continuasse magrinho.

 

*OS ROUBOS MAIS RENTÁVEIS DA HISTÓRIA - Em outubro de 1994, um rapaz de 21 anos e um cúmplice, de 48, roubaram uma carro blindado com 2,5 milhões de dólares de uma empresa de transportes de valores, em Las Vegas. Os dois escaparam dos EUA plas Ilhas Cayman e St. Martin.

*Em agosto de 2005, o Brasil viu seu maior roubo à banco. R$ 164 milhões foram roubados da sede do Banco Central do Brasil em Fortaleza, Ceará. A trama envolveu a construção de um túnel de 78 metros de comprimento, que levava a um cofre onde estavam armazenadas cédulas usadas, e não passíveis de rastreamento.

*Mas isso não é nada comparado com o bem orquestrado roubo de novembro de 2006, na Ilha de Penang, no estreito de Malacca. Dois trailers entraram no complexo, sob a desculpa de que estavam ali para procurar por trabalhadores ilegais. Os oficiais da alfândega acreditaram. Uma vez dentro, vinte homens armados com facões assaltaram todos os trabalhadores do local e os drogaram com clorofórmio. Os ladrões saíram levando um total de US$ 12 milhões.

*O assalto ao depósito da Securitas, em 2006, começou em 21 de fevereiro, quando quatorze empregados da empresa foram rendidos e US$ 92,5 milhões foram carregados em um caminhão e lavados da empresa.

*O roubo ao Museu Isabella Gardner, em 1990, foi chamado de “o maior roubo de arte da história” e aqueles que o perpetraram nunca foram identificados. Apenas algumas horas após as festividades do Dia de St. Patrick em Boston, dois homens vestidos como policiais abordaram os guardas de segurança do museu e os cumprimentaram. Quando os seguranças descobriram que os policiais eram falsos, já era tarde demais. Os seguranças terminaram algemados, amordaçados e levados para o porão. Os ladrões retiraram três quadros de Rembrandt de suas molduras, bem como a obra “O Concerto” de JohannesVermeer, “Paisagem com um Obelisco” de GovertFlink e vários outras pinturas preciosas. As obras nunca foram encontradas e o museu nunca foi reembolsado.

*O maior roubo de banco da história aconteceu em março de 2003, em Bagdá. Uma gangue arrombou o Banco Central do Iraque e levou, em três carretas, um bilhão de dólares.

*Aqui no Brasil, os desvios e falcatruas na Petrobras retiraram dos cofres da empresa quase 100 bilhões de reais.



Fonte:







Página de 241

| | | | |
Próxima ->




(75) 4141-2757 (fixo) e (75) 8821-6940



New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados