menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Angels
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
RÁDIO SOCIEDADE COMEÇA A OPERAR EM FM E PASSA A SE CHAMAR SOCIEDADE NEWS; ENTENDA MUDANÇAS


Publicado em: 22/01/2018 - 17:01:52

    A Rádio Sociedade começou 2018, ano em que completa 70 anos no ar, repleta de novidades. Ontem (21), a emissora da Fundação Santo Antônio operou pela primeira vez em Frequêcia Modular (FM) e agora se chama Sociedade News 102.1 FM. É a primeira rádio AM a migrar para a frequência FM em Feira de Santana.
    De acordo com o superintendente da fundação, Frei Vandeí Santana, a migração é processual e a adaptação pode durar por até uma semana ocorrendo possíveis quedas no sinal. "A gente quer fixar cabos, modular frequência, medir volume. A rádio vai sair do ar e vai voltar, mas é normal. Estamos em baixíssima frequência por enquanto. O nosso transmissor é de 10kW e a gente só está com 2,5 kW funcionando, mas a gente já está em duas frequências", disse.
    Ainda segundo o Frei, a previsão é de que a rádio continue operando, simultaneamente à FM, na frequência 970 AM até o dia 27 de Fevereiro deste ano, quando haverá a missa em ação de graças na Igreja de Santo Antônio. "No dia 28 a gente dá por inaugurada a sociedade News", finalizou.
    O QUE MUDA?
    Com a mudança, os ouvintes escutarão a Sociedade News também através do aplicativo de rádio dos celulares, já que a nova frequência proporciona maior integração das emissoras de rádio com plataformas digitais, o que não acontece com a AM. Segundo o coordenador da Sociedade, Beto Moreno, a migração significa também muito mais qualidade sonora para a emissora. "Se a gente tem um som com mais qualidade, podemos também comercializar melhor nossos produtos", disse Beto.
​    Segundo o coordenador, se tem algo que não muda em todo esse processo, é o compromisso da Sociedade em apresentar aos ouvintes sua programação jornalística e religiosa.
    "Não há uma mudança radical nem sua programação, tudo aquilo que já se fazia em termo de conteúdo para os seus ouvintes, vai continuar, mas vai chegar coisa nova. É a emissora do interior do estado da Bahia de maior audiência. Todas essas mudanças estão acontecendo para que a gente cada vez mais valorize essa audiência", revelou.
    O arcebispo de João Pessoa/PA, dom Delson, que é também ex-presidente da Fundação Santo Antônio e que em seu período de gestão chegou a discutir a digitalização da rádio, visitou Feira de Santana hoje, coincidentemente no primeiro dia útil da migração.
    "É uma grande alegria ter a rádio Sociedade de Feira de Santana como FM. É uma nova era para a radiodifusão, e com mais qualidade, o sistema digital veio para ficar. O público vai ter uma emissora com uma perfeição incrível de som. Parabéns à Sociedade e a todos que fazem a Fundação Santo Antônio", disse.
    Ao fim do processo de migração da rádio sociedade, o trabalho da Fundação através da Rede de Rádio de Comunicação não acaba. O próximo passo, segundo o Frei Vandeí, é efetuar a migração da rádio Caraíba, do município de Senhor do Bonfim/BA.
    Segundo dados oficiais dos Ministérios das Comunicações, há no Brasil em torno de 1,7 mil rádios em AM, das quais mais de 70% (1.381) optaram por fazer seus processos de migração. Segundo o diretor de Rádio da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET), Eduardo Cappia, "esta migração não é obrigatória, mas a maioria das emissoras acredita na migração como uma maneira de preservarem seus conteúdos”.

AUTORIA: Jornalismo RRC



FEIRA METRÓPOLE DE ARTESANATO FEIRENSE


Publicado em: 12/01/2018 - 15:01:58

    O Metrópole Espaço Multicultural abre suas portas para o artesanato feirense e da região realizando a Feira Metrópole de Artesanato Feirense, que acontece no dia 13/01/2018 (sábado) das 8h às 13h.
    A Feira contará com a presença de 8 (oito) artistas e 1 (um) Brechó.
    As artistas e os artistas convidados são:
    - Samii - Samara Bastos Anunciação Carvalho, que trabalha com arte de pontos com linhas, aproveitamento de matéria prima natural para decoração de ambientes interiores e etc. Desenhos em pontos cruz em tecido; customização de peças de vestuário; pintura de cabaças, caxixes para luminárias, dentre outros utilidades.
    M. Singer Caixas Customizadas - Emelaine Brito, faz um trabalho de customização de caixas de uma forma única e muito criativa, transformando uma simples caixa em um artigo de decoração ou mesmo um presente.
    Meire de Paula - Rosimeire de Paula da Silva, é uma artista versátil que navega pela Artes Visuais (desenhos) e pelo artesanato, confeccionando peças e acessórios de moda únicos. Seus trabalhos já foram expostos em Roma, na Itália.   
    Boza - Amanda Amorim Santos desde pequena tinha um olhar encantado para arte urbana da cidade. Entrou na cena em 2015, com sticker art e grafitti, a principal característica do seu trabalho é valorização do corpo feminino e o espaço da mulher na sociedade.
    Simone s. Rasslan, desenvolve uma arte que dança entre as cores do sagrado feminino e a natureza. Suas pinturas em telas e artesanatos estão sempre buscando o amor à mãe terra!
    Danilo Tradição - Danilo dos Santos faz esculturas reutilizando materiais recicláveis em geral, onde recolhe materiais recicláveis encontrados nas ruas e no meio da natureza, e os transforma em obras de arte e artesanatos dando um novo destino ao que muitos poderiam chamar de lixo, Danilo Tradição faz arte.
    Mandalas de Linha (Ojo de Dios) – Daniel Melo Barreto, as Mandalas de Linha para o povo Huichol do oeste Mexicano é uma ferramenta ritual, um objeto mágico e de proteção para as crianças, sendo ainda, considerado um símbolo cultural.
    Brisa Ateliê - Dhully Miranda – Realiza handmade (trabalhos manuais), confeccionando algumas peças exclusivas em crochê e macramê, trazendo muitas cores, emoções e vida.
    Brechó Club da Pati - Luciana Silva e Patricia Araújo são as responsáveis pelo Brechót sugere um olhar mais pessoal, dentro de um mundo tão extenso, olhar para si e seguir a sua maneira de se vestir, estar atenta ao mundo, e todas as suas descobertas sem perder a sua essência. Eis que ele renasce e caminha em sintonia com o propósito de contribuir com um mundo melhor, sustentável e mais colaborativo. Vem ser livre com a gente, seres conectados com a força da Terra que buscam o consumo consciente. Através da autenticidade e bom gosto! Pensar em Sustentabilidade é também se vestir de possibilidades!
    Venha conhecer o espaço e adquirir para você ou presentear alguma pessoa querida com peças artesanais feitas aqui na cidade e na região.
    O locar da feira: Espaço voltado principalmente para o desenvolvimento de artistas locais de Feira de Santana, o Metrópole Espaço Multicultural desenvolve atividades nas mais diferentes modalidades do universo artístico, onde utilizam deste espaço para apresentação musical, de artesanato, poesia, performance teatral, exposição artística e muito mais.   
    No mesmo espaço também ocorre seções gratuitas do Cineclube Metrópole, que busca estimulas os seus membros a ver, discutir e refletir sobre o cinema, onde o filme que é assistido é debatido com o público que o assistiu.
    O Espaço é gerido pela H2F (Associação Hip-Hop de Feira de Santana e Região) que desenvolve diversas atividades com crianças, adolescentes e jovens da periferia feirense através da cultura do Hip-Hop (Musica – Dança e Grafitti).
 
SERVIÇO:
    13/01/2018 – das 8h às 13h   
    Local: Metrópole Espaço Multicultural (Av. Sampaio, nº 1.039 – Centro – Feira de Santana)
    Contato: (77) 99194-6343 (Daniel Melo Barreto)

AUTORIA: Daniel Melo Barreto



REISADOS - AS PRIMEIRAS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DA CIDADE

Após as comemorações de Natal e Ano Novo as festas de Reis são as primeiras manifestações culturais tradicionais de Feira de Santana, como deve ocorrer em várias outras regiões.

Publicado em: 29/12/2017 - 12:12:37

    Decorrente da nossa origem cristã e com influência de manifestações populares espanholas e portuguesas as homenagens aos Reis Magos são tratadas em Feira com total descaso, e por isso mesmo,  certamente irão se descaracterizar da forma tradicional de como acontece o evento em nossa região. Isso se não tomarmos uma providência séria e responsável em defesa deste festejo secular que faz parte do nosso calendário cultural.
    Feira abriga vários grupos que comemoram a chegada dos Reis Magos à manjedoura onde Jesus nasceu, a saber: o "Reisado de São Vicente (Tiquaruçu)", o  "Reisado Estrela de Belém (festejado na própria sede de Feira)" e a "Festa de Reis da Paróquia Santa Rosa" de Ipuaçu (Atual Distrito, Governador João Durval Carneiro), além de outros que temos notícias vagas e que não conseguimos contato para confirmação. A Exceção do Reisado Estrela de Belém que não temos informação os demais são realizados, ao que se sabe, há mais de cinquenta (50) anos.
    A "Folia de Reis", "Reisado", ou ainda "Festa de Santos Reis", embora de região para região possa ter uma pequena variação na denominação, se trata de uma manifestação cultural religiosa festiva e já, há muito, classificada no Brasil como folclore, que é praticada pelos adeptos e simpatizantes do catolicismo, com o intuito de rememorar a atitude dos Três Reis Magos (Baltasar, Belchior e Gaspar), que partiram em uma jornada à procura do esconderijo onde nascera o prometido Messias, tendo alcançado seu objetivo de acordo com o registro religioso em seis de janeiro. Em algumas regiões a festa chegava a começar antes mesmo do dia 25 com as visitas de casa em casa como se fosse a trajetória dos Reis a procura do local de nascimento do herdeiro de Deus.
    Alguns registros dão conta que na Europa era comum que os festejos de Natal comemoravam com grupos que visitavam as casas, tocando músicas alegres em louvor aos "Santos Reis" e ao nascimento de Cristo. Segundo estes mesmos relatos, essas manifestações festivas estendiam-se até a data consagrada aos Três Reis Magos, 6 de janeiro. No Brasil este comportamento também era observado em algumas regiões.
    A Espanha é apontada como um dos locais onde esses costumes tinham mais força, embora fosse praticado em outros locais da Europa também, tendo ganhado grande popularidade  especialmente durante o século XIX.
    No Brasil as homenagens aos Reis Magos acontecem de norte a sul, com pequenas diferenças de um local para outro, o que apenas enriquece a tradição, mas em essência parte daquela forma iniciada no velho continente de levar à festa as casas dos vizinho e paroquianos com cânticos e representações bem humoradas, compostas por personagens que surgiram nas manifestações para darem mais vida e alegria ao evento. Destacam-se nestes festejos cidades do interior dos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro e Goiás, principalmente.
    Além das figuras dos três Reis Magos, outras são imperativas e fundamentais à folia, como os palhaços (denominados também de bastiões), o mestre ou embaixador, o capitão, o festeiro, o coro que é composto normalmente no mínimo de seis pessoas, o bandeireiro ou alferes da bandeira, podendo haver outros personagens em algumas regiões e em outras não. Um costume que é obedecido em todas as folias e em todas as regiões onde ocorre o evento é a canção de chegada, onde o líder pede permissão ao dono da casa para entrar, e a canção da despedida, onde a folia agradece as doações e a acolhida, e se despede.
    Em nossa região o único Reisado a receber um certo apoio é o de Tiquaruçu tendo em 2013 a Secretaria de Cultura ter realizado um patrocínio para que a Festa de Reis da Paróquia Santa Rosa de Ipuaçu pudesse contratar os artistas, Mazinho Venturyne, Baía e Banda, e o Forró com Mel, para encerramento dos festejos. Em Tiquaruçu a participação da Secretaria é sempre neste sentido, monta um palanque ao lado da Igreja e contrata algumas atrações para o encerramento dos festejos, o que lota a praça do Distrito de público de toda a região, mas o Reisado propriamente dito não tem a menor Divulgação. Inclusive um festejo de rara beleza e praticado pelos foliões de Tiquaruçu é a "Alvorada" (acontece ao raiar do sol), que a maioria da população nem sabe que existe. São aquelas visitas dos personagens às residências convidando os moradores a participar dos festejos conforme relatamos anteriormente.
    Nosso São João nós já permitimos que fosse transformado em uma festa de largo, comum, sem brilho e sem nenhuma das características do evento tradicional, que aliás só continua acontecendo nas pequenas comunidades, onde o poder público não interfere. O Reisado está indo na mesma direção, isso não é uma avanço, mas descaso com a cultura e com nossas tradições.
    Precisamos urgentemente de um trabalho para que as pessoas conheçam a verdadeira Folia de Reis, ou como queiram chamar e só depende das autoridades "competentes".
    O Viva Feira, este ano, vai tentar informar com mais precisão o calendário dos Reisados da região, para que mais pessoas possam assistir ou participar das folias.

AUTORIA: Viva Feira



DOMINGO TEM CIRCULA BECO COM CINCO ATRAÇÕES NO BECO DA ENERGIA

Haverá também neste evento uma exposição coletiva de artistas plásticos e artesãos do Portal do Sertão, Salvador e Cachoeira

Publicado em: 14/12/2017 - 07:12:16

    Neste domingo (17), a partir das 9 horas, o projeto Circula Beco vai levar muita alegria, música e arte ao emblemático espaço do Beco da Energia, no coração co Centro Comercial de Feira de Santana. A retomada da ação cultural contará com cinco atrações.
    Está confirmada a participação do cantor, compositor, produtor e multi-instrumentista Julio Caldas. Dedicado aos instrumentos de corda, em especial guitarra, bandolim e a viola caipira, conquistou importantes premiações ao longo da carreira como o Troféu Dodô e Osmar (2015), o Prêmio da Música Brasileira (2012) e o Prêmio TIM de Música (2005).
    Criado em 2001, o grupo Capitão Corisco & Bando Virado no Mói de Coentro representa a autêntica cultura popular nordestina e também é uma das atrações do Circula Beco. Através dos ritmos do xote, xaxado, baião e maracatu, entre outros, a banda apresenta uma estética que induz o público a uma viagem aos costumes e modos do nosso povo.
    Lado a lado, o DJ Don Maths e o músico, tatuador e artista visual Márcio Punk apresentarão um show especial, com muita música eletrônica experimental, com destaque para composições autorais releituras cheias de personalidade e criatividade. Punk é o idealizador das ações culturais promovidas no Beco da Energia, pelo Coletivo “O Beco é Nosso”, desde julho de 2015.
    O domingo espacial do Circula Beco também contará com o grupo Samba Nego Ria, fundado em 1995, na cidade de Cachoeira, que tem o trabalho baseado no samba de Cabula ou samba de Angola e nos cantos iorubás. Além disso, o Maracatu Ventos de Ouro, grupo feminino de Maracatu de Baque Virado, de Salvador, tem presença confirmada no Beco.
    Idealizado pela musicista, produtora cultural e pesquisadora da cultura popular de matriz africana e afro-brasileira, Josy Garcia e pela batuqueira, cantora e pesquisadora da cultura popular nordestina, Cau Gonçalves.  O grupo busca difundir e fomentar o maracatu em Salvador e trazer à tona discussões sobre a mulher na sociedade, na arte, na cultura, e no maracatu de baque virado.
    Todas as atividades do projeto Circula Beco são financiadas pelo Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Secretaria de Cultura e do Governo do Estado da Bahia.

SERVIÇO
O QUE: Projeto Circula Beco em Feira de Santana
QUANDO: Domingo, dia 17 de dezembro, a partir das 9 horas
QUEM: Shows com Julio Caldas, Capitão Corisco, Maracatu Ventos de Ouro, Samba Nego Ria e Márcio Punk e Dom Maths
ONDE: Beco da Energia - Localizado entre as ruas Marechal Deodoro e Conselheiro Franco, em Feira de Santana
QUANTO: Acesso livre e gratuito

AUTORIA: Release do Elsimar Pondé



CAFÉ DRAMÁTICO


Publicado em: 01/12/2017 - 11:12:47

    Vem aí a segunda realização do Café Dramático, no próximo dia 07 de dezembro, às 20h00, no MAC/Feira. Desta vez, a leitura dramática será do texto Navalha na Carne, de Plínio Marcos (1935-1999), um dos autores mais censurados da dramaturgia brasileira. A peça apresenta o cotidiano sórdido de personagens que vivem a dura realidade do submundo paulistano. Não à toa, Plínio recebeu o título de “autor maldito”. Seus personagens não têm papas na língua: soltam o verbo sem pudor para compensar a miséria de suas vidas.
    Participam do elenco, dirigido por Araylton Públio, os atores Fernando Souza, no papel de “Vado”, Welber Oliveira, como “Veludo”, e a atriz Elidiane Souza, como “Neusa Sueli”. O elenco ainda conta com as participações de Denise Medeiros e Cláudio Galizas, que farão algumas cenas mudas em paralelo com a leitura.
    Como na primeira edição, o Café Dramático abre as portas do Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira às 19h00, no embalo do cancioneiro nacional das décadas de 60 e 70. A previsão de início da leitura é para as 20h00. Logo em seguida, abre-se espaço para um bate-papo entre a plateia e o elenco, junto com o diretor, sobre o que foi dito e ouvido. Ao final, acontece um coffee-break, com a confraternização entre os presentes e a equipe do evento, entre goles de Café Tabajara e a degustação de biscoitos sortidos.
    A entrada é gratuita, com classificação indicativa para 16 anos, e o evento tem o patrocínio da Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa, junto com o MAC/Feira.



AUTORIA: Release de Araylton Públio



LGBTIQ+RESISTINDO E TRANSFORMANDO A VIDA – 29.11.2017


Publicado em: 28/11/2017 - 16:11:25

Secretaria de Desenvolvimento Social e Secretaria (SEDESO) de Prevenção a Violência e promoção dos Direitos Humanos (SEPREV) em Parceria com o Coletivo Quitérias de dissidência sexual e gênero, Grupo LGBTIQ da Sociedade Civil Promovem evento sobre e contra a LGBTfobia e o Racismo.
Nomeado com o tema de COISA DE PRETO! LGBTIQ + RESISTINDO E TRANSFORMANDO A VIDA, é um evento cujo objetivo é discutir sobre problemas atuais que perpassam a comunidade Negra LGBIQ, dar visibilidade a artistas da comunidade e buscar formas de combater o Racismo que se intensifica contra os Cidadãos e Cidadãs Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais, Intersexuais e Queer’s. Evento Será realizado no Museu de Arte Contemporânea e pretende reunir pelo menos 70 pessoas em uma roda de conversa sobre o problema, mas aqueles que tiverem interesse podem visitar o MAC desde as 15 horas, quando acontecerão uma serie de atividades entre mostras Audivisuais de fotos e vídeos e oficinas diversas.
É de conhecimento de todos que o racismo é um dos preconceitos que assolam nossa sociedade e que violenta e mata milhares de pessoas, somando a ele o machismo e a LGBTfobia, findam por atingir de forma muito mais dolorosa as pessoas LGBTTQI+ que a medida que são mais retintas e transgressoras das “normas” de gênero são vítimas desses preconceitos que sozinhos já são hediondos e somados são indescritivelmente desumanos.
Por isso no dia 29 de novembro, refletindo sobre o mês da consciência negra, convidamos as pessoas a pensarem sobre como é ser negro LGBTQI + na Princesa do Sertão, um corpo marginalizado que resiste e persiste numa luta cotidiana para conseguir sobreviver.
Dessa forma o espaço cultural contará em sua programação a partir das 16 horas, com oficinas de Maquiagem DRAG, de teatro e produção de cartazes. E por volta das 18h inicia-se uma Roda de Conversa intitulada “A cor. Um diálogo de raça, gênero, lugar e sexualidade”, com pessoas que são LGBTIQ + que sentem na pele essa discriminação, e ao mesmo tempo na discussão será mediada por uma Professora Doutora da UFRB mulher Trans e Negra que venceu os percalços de ser um dos seres mais desprezados socialmente e está a todo momento TRANSformando. Depois da Roda de conversa haverão apresentações artísticas com shows de Drags, cantores e recital de poesias.
Segue a programação:

Programação:
15:00: Exposições audiovisuais interativas;
A partir das 15 horas as pessoas interessadas poderão visitar o MAC e assistir vídeos e fotos relacionadas aos temas.
Também serão montadas algumas dinâmicas interativas nas quais os visitantes poderão deixar suas reflexões, questões e pensamentos sobre o tema, sobre o que viram nas exposições ou um pensamento livre;

16:30 Oficinas;                                                                                                                                Serão 3 oficinas:
Maquiagem Drag: Nessa o facilitador vai ensinar como se maquiar para se transformar em um personagem Drag-queen, ou Drag-Monster;
Teatro: o facilitador vai ensinar técnicas teatrais de relaxamento e expressão corporal, projeção de voz entre outros;
Elaboração cartazes: O mediador vai expor técnicas de como elaborar bons cartazes. A principal ideia é utilizar a produção dessa oficina na Parada do orgulho e outros eventos de rua como forma de chamar atenção para o combate à LGBTfobia;

18:00 Abertura*
Início oficial do evento discursivo com participação da sociedade civil e governo para explicar a proposta do evento de sua metodologia e dá as boas vindas aos participantes
18:30 Roda de conversa: A cor. Um diálogo de raça, gênero, lugar e sexualidade.
Uma roda de conversa mediada por uma pessoas com acumulo reconhecido no assunto do evento, na roda de conversa serão analisados tantos os vídeos e fotos da exposição como o relato pessoal dos participantes, unindo as questões teóricas, praticas e ao mesmo tempo vislumbrar as resolutividades aplicáveis e possíveis.

20:00 Apresentação cultural
Apresentação multiculturais
Coletivo Molotov
Poesias
Apresentações teatrais
Momentos livres para as pessoas que quiserem demonstrar alguma expressão cultural.

AUTORIA: Museu de Arte Contemporânea



ATÍLIO AVANCINI LANÇA LIVRO “LAVAGEM DO BONFIM” E FAZ PALESTRA NO MAC


Publicado em: 23/11/2017 - 15:11:49

    O fotógrafo e professor doutor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), renomado fotógrafo artista brasileiro, estará no Museu de Arte Contemporânea Raimundo Oliveira no dia 23 de novembro, quinta-feira, às 20h, para lançar de seu novo livro, “Lavagem do Bonfim” e ministrar palestra sobre as relações entre fotografia e a centenária festa Lavagem do Bonfim, tema de sua obra.
    Atílio Avancini desenvolveu pós-doutorado na Université Sorbonne Nouvelle Paris 3. Autor dos livro Entre Gueixas e Samurais (Edusp/Imprensa Oficial, 2008) e Atílio Avancini – coleção artistas da USP n. 15 (Edusp, 2006), Avancini já realizou exposições fotográficas no MIS, MASP e Pinacoteca do Estado.
    Atílio é artista de grande influência para Feira de Santana desde que ministrou, na década de 80, cursos de fotogafia artística.

AUTORIA: Museu de Arte Contemporânea



CIRCUITO CULTURAL BELGO BEKAERT ENCERRA TEMPORADA 2017 EM FEIRA DE SANTANA COM APRESENTAÇÃO DE FLICTS, PEÇA INSPIRADA NA OBRA INFANTIL DE ZIRALDO


Publicado em: 16/11/2017 - 16:11:36

    A sétima edição do Circuito Cultural Belgo Bekaert será encerrada com oito apresentações do espetáculo “Flicts” em quatro escolas públicas municipais de Feira de Santana.  As apresentações vão acontecer entre os dias 21 a 24 de novembro na Escola Fada Madrinha da Instituição Caminho do Amor, Centro Integrado de Educação Municipal Professor Joselito Falcão de Amorim, Escola Municipal Theodolo Bastos de Carvalho e Escola Municipal Professora Josenita Nery Boaventura.
    A montagem é uma adaptação do livro infantil "Flicts", do escritor, desenhista e cartunista Ziraldo. Flicts é uma cor muito triste e solitária. Como ninguém sabe que cor ele é, Flicts é excluído do grupo das cores primárias e secundárias. Mesmo viajando o mundo, ele não encontra seu lugar, seus iguais, nenhum amigo sequer. Porém, uma artista plástica está pintando um quadro sobre o universo e o destino de Flicts pode mudar depois de uma grande revelação feita por um dos astronautas que pisaram na Lua.
    Com atrações direcionadas ao público infanto-juvenil, o Circuito Cultural Belgo Bekaert  é realizado em Feira de Santana desde 2011 e já levou cerca de 65 mil espectadores às 278 apresentações realizadas em teatros, praças e escolas da cidade.
    O Circuito Cultural é promovido pela empresa Belgo Bekaert Arames por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e tem como proposta oferecer uma programação cultural regular à comunidade e democratizar a cultura como fonte de conhecimento e desenvolvimento. A iniciativa  conta ainda com o apoio da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, Jornal Folha do Estado, Hotel Classe Apart e produção da Lima Produções Culturais. Além de Feira de Santana, o programa está presente em outras quatro cidades brasileiras - Contagem e Vespasiano (MG), Osasco e Hortolândia (SP). A programação e mais informações sobre o Circuito Cultural Belgo Bekaert podem ser conferidas na página  https://www.facebook.com/circuitoculturalbelgobekaert.
    Confira a programação do Circuito Cultural Belgo Bekaert em Feira de Santana:

    Espetáculo: Flicts
    21 de novembro 
    10h e 14h - Escola Fada Madrinha da Instituição Caminho do Amor

    22 de novembro 
    09h e 14h30 – Centro Integrado de Educação Municipal Professor Joselito Falcão de Amorim

    23 de novembro
    10h e 15h - Escola Municipal Theodolo Bastos de Carvalho

    24 de novembro 
    10h e 15h – Escola Municipal Professora Josenita Nery Boaventura

 

AUTORIA: Carol Campos



JÁ COMEÇOU A VENDA ANTECIPADA DE INGRESSOS PARA ESTREIA DO ESPERADO LONGA “LIGA DA JUSTIÇA”


Publicado em: 07/11/2017 - 09:11:57

    No dia 15 de novembro, o aguardado longa Liga da Justiça entrará em cartaz na rede ORIENT. A partir de HOJE, os fãs da produção da Marvel já podem garantir os ingressos antecipados para estreia, no dia 15 de novembro (quinta-feira), nos cinemas ORIENT CINEMAS River, ORIENT CINEMAS Cariri e ORIENT CINEMAS Boulevard.
    Os ingressos podem ser adquiridos através do site da ORIENT CINEMAS (www.orientcinemas.com.br), e nos balcões de atendimento de cada complexo.
    O filme mostra a aliança entre a Mulher-Maravilha (Gal Gadot) e Batman (Ben Affleck), unindo forças para recrutar um grupo de meta-humanos para deter uma nova ameaça no mundo pós-Superman. A Liga, sem precedentes, será formada pelo Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e The Flash (Ezra Miller), e não medirá esforços forças para trazer paz à Terra antes que seja tarde demais.
    Vendas antecipadas para a ESTREIA do filme “Liga da Justiça” – Semana de 15 a 22 de Novembro
    ORIENT CINEMAS Boulevard
    Sessão Dublada na Sala 04 – 13h20, 15h50, 18h:20
    Sessão Legendada na Sala 04 – 20h:50.

    Ficha Técnica
    Liga da Justiça (Justice League, Estados Unidos, 2017)
    Dirigido por: Zack Snyder
    Gênero: Ação.
    Censura: 16 anos
   
    Sinopse: Impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade e inspirado pelo ato altruísta do Superman (Henry Cavill), Bruce Wayne (Ben Affleck) convoca sua nova aliada Diana Prince (Gal Gadot) para o combate contra um inimigo ainda maior, recém-despertado.


AUTORIA: Hilmara Oliveira



Mais Notícias

Secretaria de Desenvolvimento Social e Secretaria (SEDESO) de Prevenção a Viol&eci...

    O fotógrafo e professor doutor da Escola de Comunicações ...

    No dia 15 de novembro, o aguardado longa Liga da Justiça entrará...

    O Centro de Esportes e Artes Unificados (CEU das Artes) do bairro Cidade Nova,...

    No dia 30 de outubro o Sesc em Feira de Santana estará em festa ser&aac...

    Próximo sábado (28), em Feira de Santana, promete ter mais uma n...

    O Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade Estadual de Feira de Santan...

    Com um line-up mais sólido e plural a cada ano, a 7ª ediç&a...

    As capas dos 22 cadernos do Departamento de Física da Universidade Es...


Página de 22
| | | | |

 

Apoio Cultural:


New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados