menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-Luís Pimentel
-Maiara Santos
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
CURSO DE DIREITO DA FTC DÁ AULA DE SOLIDARIEDADE NO BAIRRO ESTAÇÃO NOVA


Publicado em: 13/11/2018 - 09:11:44

    A ideia inicial da coordenação do Núcleo de Práticas Jurídicas da FTC Feira de Santana era levar atendimento jurídico para a comunidade do bairro Estação Nova, mas o Projeto NPJ vai ao Bairro foi muito além na manhã de sábado (10). Estudantes e professores do curso de Direito deram uma verdadeira aula de solidariedade e compromisso social para os moradores que lotaram as dependências da Escola Professora Helena Assis Suzart.
    O mais importante nesse tipo de ação, segundo a coordenadora do NPJ, professora Emanuelle Moreira, é a possibilidade de aprendizado para o estudante. Mas para que isso aconteça é preciso ter a resposta da comunidade. “Às 7h já tinha pessoas aqui em busca de atendimento”, contou, destacando que os serviços jurídicos foram concentrados nas áreas de pensão alimentícia, investigação de paternidade e divórcio.
    Também fizeram parte da ação palestra sobre a importância da Lei Maria da Penha, realizada pela Polícia Militar; distribuição de cestas básicas; massagem, aferição de pressão arterial e glicemia; corte de cabelo e até pula-pula e brincadeiras lúdicas para as crianças. Além de Direito, participaram das atividades os cursos de Fisioterapia e Educação Física. Cerca de 100 pessoas alunos e professores, estiveram presentes.
    “O NPJ reafirmou que era isso que eu queria”, avaliou a estudante Valci Ribeiro, ressaltando que o evento na Estação Nova “reforça a prática de lidar com as pessoas, ter uma visão diferenciada da comunidade”.  Para o aluno Henrique Mendes, há uma carência grande de assistência no que diz respeito ao Direito da Família. “Por isso é tão importante está próximo, ver a realidade, antes de entrar de fato no mercado de trabalho”, observou.
    A monitora do evento, Ana Paula Aureliano Cerqueira, trocou a tranquilidade de sábado pela movimentação na Estação Nova e o resultado não poderia ser melhor. Para ela, que já fez intercâmbio internacional sobre Direito Forense e é graduada em Enfermagem, nenhuma outra forma de aprendizado é tão eficiente quanto o contato direto com as pessoas. “É a vivência do dia a dia”, afirmou a estudante, que cursa o 9º semestre.
    O professor Cristiano Lôbo, diretor da Rede FTC, aplaudiu a iniciativa do NPJ, com apoio da coordenação do Colegiado de Direito, por meio da professora Geruza Gomes, destacando a importância da Instituição investir em projetos que estimulam o aprendizado também fora da sala de aula, preparando o profissional para atuar no mercado, com competência e responsabilidade social”, conforme ressaltou.
    A ação não se limitou a informar sobre questões jurídicas. Quem foi à Escola Professora Helena Assis Suzart teve acesso a dados da Lei Maria da Penha e concorreu a cestas básicas distribuídas pela organização. Mas para algumas pessoas o importante mesmo foi o afago na autoestima. Jorzinei Oliveira, por exemplo, teve um momento raro: fez massagem facial, pintou as unhas e cortou o cabelo com o cabelereiro Valnei Moraes. “Estou linda!”, comemorou.


AUTORIA: Madalena de Jesus



MUTIRÃO REGISTRA DIA MUNDIAL DO DIABETES EM FEIRA DE SANTANA


Publicado em: 09/11/2018 - 18:11:50

    Pelo menos 100 pessoas, entre professores e estudantes da FTC Feira de Santana, participarão neste sábado (10) do V Mutirão do Diabético, um evento multidisciplinar realizado pelo Hospital de Olhos – Clihon.  O atendimento será das 7h às 12h e inclui exame oftalmológico para avaliação do fundo do olho, aferição da pressão arterial, teste de glicemia, avaliação odontológica, orientação nutricional e atividades nas áreas de fisioterapia e educação física.
    Ao todo, cinco cursos terão atuação no mutirão, que conta ainda com as parcerias da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Saúde, e Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS): Enfermagem, Nutrição, Biomedicina, Fisioterapia e Educação Física.  Para a professora Hayana Leal Barbosa, coordenadora do Colegiado de Enfermagem, além de cumprir com o compromisso da responsabilidade social, o evento proporciona grande aprendizado para os estudantes.
    O objetivo do mutirão, que tem a coordenação do médico Hermelino Oliveira Neto, não se limita a atender os portadores de diabetes – que já somam mais de 12 milhões no Brasil e 400 milhões no mundo – mas conscientizar a sociedade sobre os riscos, prevenção e tratamento da doença. O evento marca o Dia Mundial do Diabetes, instituído em 1991 pela International Diabetes Federation (IDF). A previsão é que 640 milhões de pessoas sejam portadoras de diabetes no ano de 2040.
    O diabetes caracteriza-se pela deficiência na produção de insulina pelo pâncreas, uma substância que permite o aproveitamento da glicose (açúcar) contida nos alimentos para que ela possa ser transportada para dentro das células, sendo transformada em energia. Se a glicose não é absorvida, fica presente na corrente sanguínea, o que, em níveis altos durante muito tempo, ocasiona as complicações como cegueira (retinopatia diabética), doenças cardíacas (coronariopatias), renais (hipertensão arterial e insuficiência renal) e amputação dos membros (neuropatias e trombose).
    De acordo com as organizações da área de saúde, a detecção precoce é vital. As campanhas de detecção para a população ajudam a descobrir casos de diabetes e prevenir complicações, em lugar de encontrar a doença por meio das complicações já instaladas, levando um impacto muito maior, não sobre a qualidade de vida do indivíduo, mas também sobre a sociedade em geral, em termos socioeconômicos.



AUTORIA: Madalena de Jesus



PROJETO JAM NA CUCA DE MÚSICA INSTRUMENTAL VISITA ESCOLAS PÚBLICAS DE FEIRA DE SANTANA


Publicado em: 08/11/2018 - 12:11:18

    Desde novembro de 2014 o projeto Jam na Cuca traz shows em formato de Jam Sessions para a Arena do Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA/UEFS), visando o fortalecimento da cena instrumental local e formação e fortalecimento de plateia para esse estilo musical na cidade.
    E é exatamente no dia em que completa quatro anos de existência que o projeto vai aportar no Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães oferecendo aos alunos interpretações impecáveis da banda base da Jam para temas clássicos e contemporâneos do jazz mundial e da música brasileira.
    A apresentação dessa sexta-feira (09) será o início da execução do projeto Jam na Cuca Circula que, através do Prêmio Belgo Bekaert Forma e Transforma de Cultura e Desenvolvimento Local visitará três escolas públicas de Feira de Santana.
    O objetivo é possibilitar à comunidade escolar um momento de conversa sobre música instrumental e proporcionar aos alunos a fruição de um conjunto amplo de obras musicais a fim de estimular o interesse desses jovens e aproxima-los desse estilo, ampliando seu repertório cultural.
    Paralelo a isso, almeja-se a ampliação de plateia para a cena instrumental em Feira de Santana, ao levar ao conhecimento desses alunos a existência de um evento contínuo de apreciação musical que já faz história na cidade.
    Segundo Nana Oliveira, uma das idealizadoras e produtora do projeto, “a circulação da Jam na Cuca é um desejo antigo e que chega nesse momento para coroar os quatro anos do projeto atingindo novos públicos, que muitas vezes não tem proximidade com esse estilo música, mas são ávidos por novos conhecimentos. Por outro lado, para os músicos do projeto, que também são professores, será uma grande oportunidade de interação com o ambiente escolar dentro do estilo que mais amam tocar”.
    As rodas de conversa e apresentações acontecerão de forma gratuita para os alunos, professores e funcionários das escolas contempladas, nos dias 09/11 (Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães), 14/11 (Colégio Estadual Hilda Carneiro) e 23/11 (Colégio Estadual Juiz Jorge Faria Góes), em Feira de Santana e tem patrocínio da Belgo Bekaert Arames e apoio da Prefeitura Municipal de Feira de Santana e Governo do Estado da Bahia.
    Serviço
    Jam na Cuca Circula
    Show de música instrumental (jazz) com classificação livre, para os alunos das escolas contempladas pelo projeto
    Onde: Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães, Colégio Estadual Hilda Carneiro e Colégio Estadual Juiz Jorge Faria Góes
    Quando: Dias 09/11 às 19h / 14/11 às 11h e 23/11 às 9h
    Quanto: Gratuito
    Contato
    Saiba de mais informações acerca do projeto através da fanpage www.facebook.com/jamnacuca e do Instagram @jamnacuca.
    Para demais informações envie um e-mail para jamnacuca@hotmail.com ou ligue para 75 98826-3129/ 75 98822-7582


AUTORIA: Release de divulgação do evento



30 ANOS DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Nesse mês de outubro celebrou-se os 30 anos da carta magna, marco na redemocratização da sociedade brasileira e o advogado Carlos Eduardo Guimarães, professor de Direito Constitucional, fala sobre importância dessa data.

Publicado em: 03/11/2018 - 00:11:52

    No dia 05 de outubro, celebrou-se os 30 anos da atual Constituição Brasileira. Em 1988 ocorreu a promulgação da Constituição Cidadã, sendo ela o principal símbolo do processo de redemocratização no Brasil. A Assembleia Nacional Constituinte, convocada em 1985 pelo presidente José Sarney, trabalhou durante 20 meses. Participaram 559 parlamentares, com atuação da sociedade. Durante cinco meses, cidadãos e entidades representativas encaminharem suas sugestões para a nova Constituição. O trabalho constituinte se deu em 7 etapas, as quais, por sua vez, desdobraram-se em 25 fases distintas.
    O advogado e professor de Direito Constitucional, Carlos Eduardo Guimarães, ressaltou a relevância da Constituição na sociedade: “A Constituição é a principal norma jurídica de qualquer país. Os estados modernos não existem sem que tenham sido concebidos em bases constitucionais. Essa Constituição, dentro de uma escala de hierarquia entre as leis, se coloca como a lei mais importante do estado”, pontuou.
    “Isso quer dizer que nenhuma outra lei do país pode contrariar a carta magna. Ela se coloca acima de tudo e de todos, os poderes do estado são constituídos por força da Constituição”, acrescenta.
Voltando à história, após 21 anos de regime militar, a sociedade brasileira recebia uma Constituição que assegurava a liberdade de pensamento. Foram criados mecanismos para evitar abusos de poder do Estado. Direitos fundamentais foram garantidos em várias áreas. Na Saúde, por exemplo, a grande revolução foi a criação do Sistema Único de Saúde (SUS).
    A Constituição de 1988 colocou a Educação como dever do Estado, inclusive para quem não teve acesso ao ensino na idade certa. Foi ampliada a educação rural e enfatizados os esforços para incluir as crianças com deficiência e a população indígena. A defesa do consumidor também foi introduzida como um direito fundamental e o Código de Defesa do Consumidor foi elaborado por determinação expressa da Constituição. 
    No mês em que completa 30 anos, a Constituição de 1988, enfrenta um momento delicado. Em meio à grave crise econômica e política que se instalou no Brasil, não faltam propostas para substituí-la.
    “Eu costumo dizer em sala de aula que o problema da Constituição não é a norma em si, mas no fato de que aqueles que deveriam cumprir a lei, não a cumprem. Em termos normativos a nossa Constituição é belíssima e contempla um conjunto de liberdades fundamentais importantíssimas para todo cidadão, que resguardam a dignidade da pessoa humana”, finaliza Carlos Eduardo.

AUTORIA: Release da Mercado Publicidade



NOVA ERA DA COMUNICAÇÃO É TEMA DO III SIMPÓSIO DA UNEF

Estamos vivendo uma nova era digital. As mudanças são constantes e a evolução é praticamente diária. Mas, e a comunicação? Onde ela se encaixa? Quais serão as novas áreas de atuação? Houve o surgimento de novas áreas? Como não ficar para trás?

Publicado em: 01/11/2018 - 11:11:15

    O III Simpósio de Comunicação da Faculdade UNEF tem por tema “Multiplicidades - A nova era da comunicação”, e abordará os novos caminhos da publicidade e quais as áreas que um profissional de comunicação pode direcionar sua carreira, visando novos campos, meios e oportunidades de trabalho que as mudanças do mundo digital proporcionam, principalmente em nossa região e mercado local de Feira de Santana, Bahia. O ingresso para acesso ao evento, que acontece no dia 13 de novembro, a partir das 18:30h, custa R$10 e pode ser adquirido com monitores e estudantes do 7º e 8º semestres de Publicidade e Propaganda da UNEF.
    O evento conta com duas mesas de conversa. Na primeira, intitulada “O imperfeito está a um passo do sucesso”, serão abordados cases de sucesso em áreas secundárias à Publicidade e Propaganda, onde os convidados falarão sobre como inovaram em sua área e se tornaram referências em nosso mercado. A primeira mesa traz par a discussão William Santos, gerente de Automação e Vendas da agência de Marketing Digital, Gerenciagram; Júlio Lambert, comunicólogo e proprietário da Promotion Bahia, agência de marketing promocional; e Nadinne Matos, gerente de Marketing do Boulevard Shopping.
    A segunda mesa, “Pense Fora da Caixa”, discutirá sobre as Multiprofissões da comunicação, trazendo profissionais de diversas áreas, mostrando novas opções de mercado para os futuros comunicólogos. Os convidados mostrarão seus trabalhos como profissionais da área que hoje atuam agregando valor e estima à sua profissão de base. São convidados Hugo Silveira, da agência Upgrade Design - Marketing Digital; Jairo Leandro, das Lojas Lorena - Produção de Moda e Miqueias Gomes, CMO da Agência Huggy - Atendimento Digital.
    SERVIÇO
    O quê: III Simpósio de Comunicação da UNEF
    Quando: 13/11/2018
    Onde: UNEF
    Horário: Das 18:30h às 22h
    Carga horária: 4h



AUTORIA: Departamento de Marketing e Comunicação



RELATO SOBRE CÂNCER DE MAMA EMOCIONA PARTICIPANTES DE EVENTO NA FTC


Publicado em: 29/10/2018 - 09:10:14

    “Eu conto a minha história até em ponto de ônibus”. Parece até coisa de quem não tem o que fazer, mas não é. A principal tarefa da professora Ana Regina Lôbo, de 63 anos de idade, nos últimos tempos, tem sido exatamente essa: Contar às pessoas como descobriu, tratou e curou um câncer de mama. O seu depoimento foi o ponto alto do evento sobre o assunto, realizado sexta-feira (26), na FTC Feira de Santana, e emocionou o público, formado por estudantes professores e profissionais de saúde.
    A proposta da Liga Acadêmica do Coração era promover a discussão sobre a prevenção e o tratamento do câncer de mama, dentro da programação do Outubro Rosa. Mas antes das palestras que mantiveram o Auditório Professora Terezinha Mamona lotado os participantes foram brindados com um emocionante testemunho. Esbanjando alegria e saúde – isso mesmo, ela está curada – Ana Regina deu um show de autoestima e vontade de viver.
    Citando um autor desconhecido, ela disse que “o bom é quando conseguimos sair da gente e ver o outro”, fazendo alusão à importância do apoio para superar a doença, em especial da família. Em meio às fotos de familiares, Ana Regina exibiu fotos dos seios, antes e depois das intervenções realizadas por conta do câncer. E em nenhum momento deixou de mostrar um largo sorriso, como se estivesse o tempo inteiro a agradecer pelo dom da vida.
    O evento foi aberto pelo professor Cristiano Lôbo, diretor da Rede FTC, que ressaltou a importância do tema em debate, bem como de todas as ações promovidas pela Instituição ao longo do mês de outubro, como alerta para a prevenção do câncer de mama. Ele também destacou o empenho da Liga Acadêmica do Coração, que envolve os cursos de Enfermagem, Biomedicina, Educação Física e Odontologia, o que garante o caráter multidisciplinar das atividades.
    Além do relato de vivência, a programação do evento, cujo tema foi “Abordagem Multidisciplinar na Prevenção e Tratamento do Câncer de Mama”, contou com a participação da professora Morgana Mascarenhas, coordenadora do curso de Nutrição da FTC, que falou sobre a questão nutricional relacionada ao paciente oncológico; Neila Reis da Silva que abordou os sinais e sintomas do câncer de mama e feridas oncológicas; e Eujcely Santiago, com o tema doença oncológica.
    Vários outros aspectos da doença, como o diagnóstico e a imunoterapia, abordados por Adriana Sales Siqueira, e a questão psicológica da família e do paciente, tema da palestra de Lorena Moura Santana, mereceram destaque na programação. “O resultado superou nossas expectativas”, comemorou a estudante Ana Carla de Jesus Paixão, que cursa o terceiro semestre de Enfermagem e é presidente da Liga. Ana Vitória Oliveira, diretora da entidade, também fez avaliação positiva do evento.


AUTORIA: Madalena de Jesus



BAILARES FESTIVAL DE DANÇA- 3º EDIÇÃO


Publicado em: 25/10/2018 - 15:10:15

    De outubro a novembro, Feira de Santana recebe a 3ª edição do BAILARES FESTIVAL DE DANÇA. O evento promove Oficinas, Workshops, Espetáculos, Palestras e Roda de Conversa, reunindo bailarinos profissionais, amadores e interessados pela dança em um único espaço.
    A programação aqui no MAC acontece nesta sexta-feira, 26, às 19h. Na ocasião acontecerá uma palestra sobre Empoderamento Feminino na Dança, com Angela Cheirosa, roda de conversa sobre Políticas Públicas voltadas para a dança, além de uma  performance solo com Janahina Cavalcante - FUNCEB.
    Idealizado pela Trupe Mandhala, grupo de Dança Étnica Contemporânea formado em Feira de Santana, o projeto surgiu a partir da percepção da necessidade de fomento a ações mais amplas voltadas para a artes na cidade, trazendo a dança como linguagem primordial, com o intuito de incentivar o desenvolvimento, bem como o fortalecimento do público para esta área, possibilitando acesso gratuito às aulas e espetáculos realizados por profissionais qualificados. Além disso, o projeto ainda pretende trabalhar a dança em suas vertentes curativas e terapêuticas, promovendo a inclusão de mulheres em situação de vulnerabilidade social, por meio de vivências em dança e a ocupação de direito dos espaços culturais.


AUTORIA: Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira



UEFS LANÇA NESTA QUARTA COLETÂNEA DE DIREITO EM HOMENAGEM A HÉLDER ALENCAR


Publicado em: 23/10/2018 - 15:10:09

    Professores do Curso de Direito da Universidade Estadual de Feira de Santana convidam a comunidade para o lançamento do sexto volume da Coleção E-book’s Jurídicos, intitulado ‘Lineamentos Hermenêuticos de Julgados do STF’. A solenidade será realizada nesta quarta-feira (24), a partir das 19 horas, no Auditório do Módulo 4, Campus Universitário.
    A coletânea, organizada pelos professores Agenor Sampaio Neto e Rômulo Fiúza e Mello, contém artigos elaborados por 35 docentes, além uma homenagem ao procurador jurídico do Estado da Bahia, Hélder Loyola Guimarães de Alencar, advogado, jornalista e historiador que há mais de 30 anos serve à Uefs.
    Disponível no site www.uefs.br (seção ‘Publicações’), a obra tem como público alvo juristas (juízes, advogados, promotores de Justiça, procuradores públicos) e estudantes de Direito, além de pessoas interessadas no tema. “Constitui-se em fonte de estudo e pesquisa jurídica, já que aborda temas atuais e relevantes do Direito”, conforme salienta o organizador Agenor Sampaio.
    Neste sexto volume, a Coleção E-book’s Jurídicos analisa de forma crítica e analítica mais de uma dezena de Julgados do Supremo Tribunal Federal (STF). Dentre os temas abordados estão análises pontuais de recursos e de inconstitucionalidade, julgado de medida cautelar sob a ótica hermenêutica e paternidade socioafetiva e biológica.
    Com o tema ‘Estudos em Homenagem a Hélder Loyola Guimarães de Alencar’, a obra presta homenagem a emblemática personalidade contemporânea de Feira de Santana. São depoimentos de amigos, profissionais do Direito e da imprensa, organizados pelo historiador, jornalista e ex-assessor de Comunicação Social da Uefs, Everaldo Goes, que prefacia este volume.
    Em um dos depoimentos, Ana Edelweiss de Alencar Magalhães, sobrinha de Hélder Alencar, observa que “conviver com ele desde criança, com seus livros, coleções de artes, suas histórias, fez com que eu crescesse num mundo de sonhos e de realizações”. O administrador de empresas Luiz Almeida destaca que Hélder Alencar trilhou a vida na justiça, na paz e na verdade, “sem brigar com os fatos, com civilidade e respeito, humildade e reflexão”.
    ‘Lineamentos Hermenêuticos de Julgados do STF’ também terá uma versão impressa, conforme o organizador Agenor Sampaio Neto. Com registro e ISBN na Biblioteca Nacional, como os demais volumes da coleção, tem ficha catalográfica elaborada pela Biblioteca Central Julieta Carteado, da Universidade Estadual de Feira de Santana.


AUTORIA: Everaldo Goes



FEIRA DE SANTANA RECEBERÁ 4ª ETAPA DO PANORAMA DE CRIAÇÃO EM DANÇA NO PRÓXIMO FINAL DE SEMANA


Publicado em: 22/10/2018 - 15:10:18

    Dançarinos, professores e pesquisadores em Dança da Princesa do Sertão já podem comemorar. Nos dias 27 e 28 de outubro a cidade de Feira de Santana receberá a quarta etapa do projeto Panorama de Criação em Dança - IV Seminário de Criação que objetiva proporcionar o diálogo entre artistas da capital e do interior do estado sobre os seus processos criativos, políticas culturais, metodologias de criação e reflexão sobre a prática artística em dança.
    O evento é promovido pela coordenação de Dança da Fundação Cultural do Estado (Funceb) e realizado no Centro de Cultura Amélio Amorim – espaço cultural administrado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).
    Programação - A abertura do Seminário será às 8h30 de 27 de outubro. Às 9h começa a mesa de debate "Processos Criativos em Dança", onde os criadores convidados, Jorge Silva e Guilherme Fraga, farão uma explanação sobre seus processos criativos. Às 14h terá início o Workshop de Criação em Dança com Jorge Silva.
    No dia seguinte, 28 de outubro, às 8h, será a vez do Workshop de Criação em Dança com Guilherme Fraga. Em seguida, até as 14h acontecerá o Encontro de Avaliação do Panorama. Os workshops terão foco em estratégias de criação e os participantes receberão certificado online da atividade.
    Os inscritos também receberão um kit com pasta, caneta e bloquinho de anotações, além de livros relacionados à dança. O Panorama de Criação em Dança já passou por Salvador (2014), Juazeiro e Ilhéus (2015), Lençóis e Santa Maria da Vitória (2016).
    A próxima etapa do projeto será o lançamento do e-book, entre abril e maio de 2019, com informações das quatro edições: discussões, metodologias, relatórios, processos de criação e fotos.
    Guilherme Fraga - Mineiro e artista de dança, Guilherme transita entre balé clássico, dança moderna e dança contemporânea, e é Mestre em Dança com pesquisa em Coreografia e Composição Coreográfica. Integrou o Grupo Êxtase de Dança entre 2010 e 2013, onde trabalhou com o maitre cubano Reynaldo Muniz e coreógrafos como Mário Nascimento, Alex Neoral e Fernando Martins. Desde 2014 vive em Salvador onde atua como bailarino profissional. Já passou pelo Balé Jovem de Salvador (2015), Núcleo Viladança e Coletivo Los INnato (2015), Katharsis Cia de Dança (2016-2018) e Casa 4 (2017-2018). Foi professor da Escola de Dança da Fundação Cultural da Bahia lecionando nas áreas de criação, dança moderna e dança contemporânea. Atualmente é professor de Dança Contemporânea no Studio Eliane Brasil.
    Jorge Silva - Soteropolitano, iniciou a dança no Centro Social Urbano da Caixa d´Água. Trabalhou com mestres da Bahia como Carla Moraes, Cida Linhares, Sônia Gonçalves e Mestre King, tendo o suporte necessário para a visibilidade na arte. Hoje, realiza um trabalho de resistência e estilo próprio. Foi premiado pela primeira vez em 1985 com o espetáculo paisagens, e no ano seguinte com o espetáculo "Carnaval dos Mortos", garantindo a sua participação na Oficina Internacional de Dança, e a partir de então não parou mais de criar.
   
    Serviço:
    Panorama de Criação em Dança - IV Seminário de Criação
    Quando: 27 de outubro (das 8h30 às 18h) e 28 de outubro (das 8h às 14h)
    Onde: Centro de Cultura Amélio Amorim - Avenida Presidente Dutra, Centro, Feira de Santana.
    Aberto ao público

AUTORIA: Assessoria de Comunicação - SecultBA



Mais Notícias

    “Eu conto a minha história até em ponto de ônibus&rd...

    De outubro a novembro, Feira de Santana recebe a 3ª edição ...

    Professores do Curso de Direito da Universidade Estadual de Feira de Santana c...

    Dançarinos, professores e pesquisadores em Dança da Princesa do ...

    O projeto FEIRA TEM TEATRO oferece mais uma programação cultural...

    Uma grande sala de aula sem paredes, mais de 2.300 alunos, oito professores e ...

    A participação dos estudantes do curso de Direito da FTC Feira d...

    A Sociedade Filarmônica Euterpe Feirense, designada Euterpe Feirense, &e...

    A 11ª edição do Fenatifs – Festival Nacional de Teatr...

    A Cia Cuca de Teatro, realizadora do Fenatifs – Festival Nacional de Tea...


Página de 21
| | | | |

 

Apoio Cultural:



TV Digital

Higienizar

Viva Feira
New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados