Fechar Página

Antônio do Lajedinho
     Antônio Moreira Ferreira, o Antônio do Lajedinho, é feirense, nasceu em 06 de dezembro de 1925, filho de Francisco Ferreira da Silva e Zilda Moreira Ferreira. Cursou o primário na Escola Normal Rural da cidade. Em Janeiro de 1942 ingressou na Marinha de Guerra Brasileira, onde participou ativamente de operações de guerra, sendo condecorado por serviços prestados à pátria e pensionado como segundo tenente das Forças Armadas do Brasil. De volta da segunda grande guerra em 1946, começou a trabalhar como jornalista, iniciou como assistente no periódico "O Mundo" e depois passou pelos afamados "Vigilante" e "O Careta", também trabalhou como free-lancer em jornais e revistas do restante do país. Além dos trabalhos jornalísticos, tem no currículo a participação em mais de uma dezena de antologias poéticas e publicação de onze livros, inclusos dois sobre a história e os causos da cidade de Feira de Santana.
     Lajedinho também foi proviisonado com advogado por 14 anos período em que foi atuante nas Comarcas de Irecê, Morro do Chapéu, Central, Xique-Xique e Juiz de Paz da cidade de América Dourada. Recebeu em Barra do Mendes o Título de Cidadão Barramendense e do Exército Brasileiro o Diploma de Amigo do 35 BI, além das comendas Maria Quitéria, Godofredo Filho pela Câmara Municipal de Feira de Santana e Honraria no grau de Oficial da Ordem Municipal do Mérito de Feira de Santana. Poeta e Cronista é membro do Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana, Instituto Internacional da Poesia e da Academia Feirense de Letras na qual exerce a função de Diretor de Biblioteca.
     Sempre antenado com a política levou grandes benefícios através das suas influências às cidades de Barra do Mendes, América Dourado e ao povoado do Spinola onde passa alguns anos se dedicando à sua fazenda. Ultimamente vem desenvolvendo um intenso trabalho para a instalação da biblioteca da Segunda Guerra Mundial que ele fundou dentro do projeto do museu em que vai se transformar a então Associação dos Ex-Combatentes de Feira de Santana, da qual é membro efetivo e Secretário Geral.
     Lejedinho é casado com D. Célia Ferreira, há mais de 70 anos (conheceram-se em 1946, quando em férias da Marinha veio a Feira visitar a família), divide seu tempo com a família e com a dedicação ao ofício de escritor. Com dez netos e três bisnetos, o incansável Lajedinho continua a imortalizar as suas valiosas lembranças nos livros e agora também na Internet. (Informações retiradas do Blog Feira Antiga e na Wikipédia).
     Do alto de seus quase 95 anos que completará em novembro deste 2020, Lajedinho continua produzindo seus contos e suas crônicas, com o propósito de deixar pronto seu 12º livro, e nós confiamos que em breve ele estará realizando o lançamento deste mais recente relato de suas experiências, assim como, das histórias e estórias que testemunhou e das que teve conhecimento!
     Nós do Viva Feira, nos orgulhamos, e por isso mesmo, declaramos que graças ao elevado espírito público de Antônio do Lagedinho, nos foi possível publicar em 2003, o Informativo "O Sonhador", que é precursor deste site, e nosso primeiro ensaio, tendo à época, o ilustre feirense nos emprestado e confiado em nós, e assumindo como Jornalista Responsável daquele eventuário informativo cultural. Podemos assim dizer que Antônio do Lagedinho é um dos colaboradores que contribuiu diretamente com a criação e fundação do Viva Feira
(Viva Feira - 2010, atualizado em 2020)






Página de 1







New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados