menu
-Agenda Cultural
-Restaurantes
-Teatros
-Museus
-Comentários
-Fale conosco
-Política de Privacidade
-Utilidade Pública
-Links Feirense
-Artes Cênicas
-Artes Visuais
-Artesanato
-Bandas
-Literatura
-Músicos
ENTRETENIMENTO
-Cinema
-Arquivo de Eventos
-Festival Vozes da Terra
-Festival Gospel 2010
-Natal na Praça 2010
-Micareta 2011
-Últimos Eventos
-Radio Viva Feira
-TV Viva Feira
-Videos Viva Feira
COLUNISTAS
-Beto Souza
-Cezar Ubaldo
-Dr. Ed Forró
-Emanoel Freitas
-Fabiana Machado
-João Bosco do Nordeste
-Luís Pimentel
-Maiara Santos
-Raymundo Luiz Lopes
-Sandra Campos
-Sandro Penelú
-Silvana Carneiro
 
 
 
SAMBADORES DO NORDESTE - ATIVIDADE CULTURAL NO DISTRITO DE MATINHA

O projeto faz parte da Mostra da Diversidade Cultural: Imagens da Cultura Popular – 2021
Publicado em: 15/10/2021 - 11:10:32
Fonte: Release dr


    O projeto “Do mais velho ao mais novo: é assim que se faz samba” vai realizar uma apresentação com o grupo Sambadores do Nordeste, com a presença de Bumba Meu Boi e com Seu Arlindo, importante personalidade da comunidade de Candeal II, no distrito de Matinha. O evento vai ocorrer no referido distrito, no Corredor de Lene, no próximo dia 17, a partir das 14h.
    Como o próprio nome do projeto sugere e de acordo com os organizadores, o evento busca valorizar o samba rural em Feira de Santana, destacando a preservação da memória do samba rural e incentivando as gerações futuras a preservarem o samba. “No dia do evento vamos fazer uma jornada de samba com o sambador mais velho, Seu Arlindo, meu avô. Vai ser um encontro muito bonito de gerações e de alegria”, comemora e convida, Naldo Barcelar, proponente e integrante do grupo Sambadores do Nordeste.
    Este é um dos 20 projetos contemplados na Mostra da Diversidade Cultural - 2021, um edital que tem a realização da ONG Favela é Isso Aí, Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo e Governo Federal e Belgo Bekaert Arames, viabilizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e faz parte do programa Belgo Bekaert Forma e Transforma, que busca promover ações de pesquisa, registro e difusão do patrimônio imaterial em Feira de Santana desde 2016.

Mais sobre a Mostra
    Realizada pelo Favela é Isso Aí, a Mostra integra o programa Belgo Bekaert Forma e Transforma em Feira de Santana desde 2016. A Mostra teve sua primeira edição em 2018 e foi pioneira ao lançar seu edital de emergência cultural no início de 2020, quando foram contemplados 46 projetos feirenses. Essas produções virtuais podem ser vistas através do youtube da realizadora (www.youtube.com/FavelaEIssoAi) ou através do site www.favelaeissoai.com.br.
    Em Feira, a primeira edição foi totalmente presencial, mas as edições seguintes precisaram ser adaptadas ao modelo híbrido, parte presencial e parte virtual. Durante a pandemia já foram 73 vídeos produzidos pelos participantes da Mostra, com mais de 20 mil visualizações, além de oito publicações, disponíveis para download na página do projeto https://www.favelaeissoai.com.br/mostra-diversidade-cultural/.
    Deste as primeiras edições, antes da pandemia, cerca de 70 grupos culturais e iniciativas de Feira de Santana já foram contemplados nos editais da Mostra, com repasse de mais de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), atendimento às demandas dos artistas e grupos culturais deste município.

Sobre o programa Belgo Bekaert Forma e Transforma
    A iniciativa promove formação artística, empreendedora e estímulo ao desenvolvimento local por meio da arte e da cultura. Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento local e comunitário por meio da arte e da cultura, o programa promove ações de formação de artistas, gestores, empreendedores culturais, públicos e plateias. Valorizando e respeitando os saberes e os fazeres locais, o programa também atua com foco na democracia cultural, promovendo a descentralização de recursos financeiros, que são repassados por meio de micro editais com premiação em dinheiro. O programa busca dar oportunidade aos empreendedores e artistas de dinamizarem o aprendizado por meio da prática. O programa é viabilizado por meio das Leis de Incentivo à Cultura.

Sobre a Belgo Bekaert Arames
    Com o objetivo de ser a principal empresa mundial em soluções de arame, a Belgo Bekaert Arames foi fundada em 1º de março de 1997, resultado de uma joint venture entre o maior grupo siderúrgico do mundo, a ArcelorMittal S.A., e o maior produtor mundial de arames, a N.V. Bekaert. Referência global na fabricação de aço, a ArcelorMittal está presente em 61 países, atendendo ao mercado siderúrgico com produtos de alta qualidade. Líder no mercado de arames, a N.V. Bekaert Arames possui mais de 130 anos de atuação, com presença em mais de 120 países, sempre aliando sua tradição ao avanço tecnológico constante. A Belgo Bekaert Arames é líder no mercado brasileiro de arames. Atualmente a empresa possui unidades em Contagem e Sabará, em Minas Gerais; Osasco e Sumaré, em São Paulo e Feira de Santana, na Bahia.

Sobre a Fundação ArcelorMittal
    Criada em 1988, a Fundação ArcelorMittal desenvolve projetos sociais nos municípios onde as empresas do Grupo ArcelorMittal estão presentes, beneficiando cerca de 400 mil pessoas por ano. Alinhada com o propósito da empresa de criar um mundo melhor, a instituição investe na formação de crianças e adolescentes protagonistas do próprio futuro. Atenta às necessidades locais, a Fundação promove projetos nas áreas de educação, cultura, promoção social, esporte e saúde. Os investimentos são feitos por meio de recursos da ArcelorMittal ou incentivo fiscal.

Para obter mais informações sobre a Mostra, visite as redes sociais:
Instagram: @MostraCulturaFSA
Facebook: https://www.facebook.com/mostraculturafsa/
YouTube: www.youtube.com/favelaeissoai/videos
Site: https://www.favelaeissoai.com.br/mostra-diversidade-cultural/
Página com os resultados da pesquisa e livros de Feira de Santana: https://www.favelaeissoai.com.br/mostra-diversidade-cultural/territorios/feira-de-santana/



Apoio Cultural:



Viva Feira

Higienizar
New Page 1

 

© 2009-2016 Viva Feira - Todos os direitos reservados